Breaking News
recent

Tv Record destaca o trabalho das quebradeiras de coco babaçu em Cabeceiras-PI


No município de Cabeceiras do Piauí à 92km da capital Teresina, mulheres em parceria com a Universidade Federal do Piauí - UFPI criaram uma cooperativa – Babaçu COP, para produzir e vender óleo extraído da semente do coco babaçu. A extração do fruto ganhou destaque entre os especialistas que afirmam que o produto tem propriedades antioxidantes que beneficiam a pele e os cabelos.

No município, cerca de 20 famílias tiram o sustento dos produtos obtidos pelo fruto. A extração ocorre a cada 9 meses, tempo que leva para os cachos de coco cair da palmeira e as “quebradeiras de coco babaçu”, iniciar a produção.
 A NOTICIA CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Segundo dona Teresa Faustino, nada do babaçu é perdido, tudo é aproveitado dentro da fabricação de produtos, “ A gente aproveita de tudo, da palha a gente faz a casa, faz artesanato, do coco tira a amêndoa para fazer o azeite, do azeite fazer sabão e muitos outros produtos”, relata a quebradeira de coco.

O óleo extravirgem é considerado nobre, por não utilizar maquinários industriais em sua produção feito totalmente de forma artesanal, assim conservando todas as propriedades naturais do babaçu. Segundo idealizador do projeto da UFPI, Tiago Patrício, o produto atrai muitos consumidores devido o preço acessível e qualidade, “Ele é um óleo muito puro, é um óleo que tem propriedades funcionais muito saudáveis para o uso cosmético tanto para pele e para o cabelo”, cita Thiago.

O produto ganhou o coração dos Cabeceirenses, como relata quebradeira de coco, “É um orgulho muito grande só em apanhar, quebrar e fazer todo aquele manejo e hoje está aqui esse produto sendo exposto para todo o Piauí e todo o Brasil”.

Fonte: Em Foco
PUBLICIDADE





Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.