Breaking News
recent

Governador do Piauí afirma que lockdown seria decisão “mais para frente”

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou nesta sexta-feira (19) que o estado, por enquanto, não terá lockdown, termo que significa o fechamento total das atividades, medida mais restritiva que o isolamento social, para conter os casos de coronavírus.


A proposta foi discutida nesta sexta pelo comitê gestor de enfrentamento da Covid-19 no Piauí. Segundo o governador, o bloqueio total deve ser acionado via decisão judicial, e a possibilidade do lockdown “não seria agora”.

“O lockdown chegou a ser tratado como uma proposta, porém é uma decisão judicial. Tem o Ministério Público, a Defensoria, OAB que estão tratando para uma possibilidade dessa, seria mais para frente, não seria agora”, comentou o governador Wellington Dias, em entrevista à Rádio Imperial FM.
A NOTICIA CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Wellington Dias disse que vai editar um decreto, ainda nesta sexta, com medidas mais rígidas para o sábado (20) e o domingo (21), assim como foi no fim de semana passado. Entre elas, a suspensão do transporte intermunicipal e a proibido as aglomerações ou consumo de bebidas em locais públicos.

“O objetivo de não perder o controle, estamos chegando no limite da capacidade médica, mesmo com todas as condições para montar a UTI, você tem dificuldade para profissionais especializados a tratar com pacientes em UTI”, completou o governador.

“Não podemos perder o controle, então estou tomando essa decisão. Vamos editar daqui a pouco um novo decreto para poder conter o nível da propagação do coronavírus”, disse.
PUBLICIDADE
Na segunda-feira (22), termina o decreto de isolamento social do estado. Segundo Wellington, novos levantamentos estão em estudo pelo comitê para a tomada de decisão se o decreto será ampliado.

Por enquanto, o estado liberou apenas os setores da construção civil, automobilístico e de saúde a terem protocolos para autorização de serviços durante a pandemia.

Ao todo, o estado contabiliza 12.567 testes positivos e 435 óbitos por Covid-19. A taxa de ocupação nas UTIs é de 68,7% (265 ocupadas e 121 disponíveis). “Estamos caminhando para a fase de estabilização e, em seguida, a diminuição [de casos]. Começamos a discutir a liberação dos setores. É colocar a vida em primeiro lugar”, concluiu Wellington.

Fonte: G1 Piauí

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.