Breaking News
recent

Justiça dá prazo de 48h para que empresas entreguem 80 respiradores retidos ao Piauí

Em nova decisão, a Justiça Federal deu o prazo de 48 horas para que as empresas entreguem os 80 respiradores mecânicos comprados pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi). A decisão foi assinada pelo juiz da 2ª Vara da Justiça Federal no Piauí, Márcio Magalhães Braga, nessa terça-feira (5).


Caso não seja cumprida a decisão, medidas coercitivas requeridas pelo Estado para garantir a efetividade da medida liminar serão analisadas.
 A NOTICIA CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Essa é a segunda vez que uma decisão é favorável ao estado do Piauí. Em abril, o governo do estado entrou com um mandado de segurança cível para garantir a entrega dos aparelhos. A Justiça Federal determinou na época o envio imediato dos respiradores, que foram retidos em São Paulo pelo Ministério da Saúde para serem distribuídos para outros estados.

Apesar da decisão favorável, ainda passível de que as empresas recorram. Os 80 respiradores mecânicos serão destinados para leitos clínicos e de UTI para receber pacientes mais graves acometidos pela Covid 19.

Aquisição de mais 200 respiradores

No início de abril, o governador comentou que os aparelhos estavam em posse do Ministério da Saúde e entraria na justiça para garantir a entrega. Na oportunidade, Wellington Dias anunciou a compra conjunta com a Prefeitura de Teresina de mais 200 respiradores.

Os 200 respiradores irão atender a rede de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), salas de estabilização de toda a capitão e do interior do estado. Serão divididos de modo que fique 100 respiradores para a Rede Hospitalar do Estado e 100 para a Rede Municipal de Teresina e Água Branca.

“Conseguimos uma empresa que se prontificou a entregar 200 respiradores, isso é muito importante para a necessidade que temos, pois com essa compra temos chances de atingir as metas. Temos mais 81 respiradores que estamos aguardando, incluindo 59 que compramos, que estão em posse do Ministério da Saúde e vamos buscar, nem que seja por via judicial para, assim, garantir a entrega”, disse Wellington Dias.

Fonte: G1 Piauí

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.