Breaking News
recent

Criança de 10 anos engravida após ser estuprada em Barras

O delegado Allison Landim instaurou um inquérito para investigar crime de estupro de vulnerável contra uma criança, que ficou grávida aos 10 anos e deu à luz aos 11 anos no município de Barras, região norte do estado do Piauí. O suspeito do crime é um primo da vítima.
A informação foi confirmada pelo delegado Marcelo Leal, Gerente de Polícia do Interior da Delegacia Geral da Polícia Civil do Piauí na manhã desta sexta-feira (24).

De acordo com Marcelo Leal, em janeiro deste ano, a família da vítima procurou o Ministério Público de Barras, que requisitou à Polícia Civil instauração de inquérito para investigar o crime contra a menor, que na época do fato tinha 10 anos de idade. “A delegacia não foi procurada diretamente pelos representantes da vítima. Então o Ministério Público requisitou instauração de inquérito e como há criança envolvida, há sigilo sobre o procedimento”, destacou.

O promotor Silas Sereno relatou que a mãe da vítima descobriu a gravidez da filha depois que percebeu que a criança estava com a barriga maior. Em razão disso ela comprou um exame em uma farmácia, que constatou a gestação. “A mãe começou a perceber que a barriga da filha estava aumentando e quando fez o teste a mãe disse: você está grávida, como foi? A filha contou e a mãe repassou o que ela disse sobre quem era a pessoa. Foi orientado à família que a criança poderia ter um aborto legal, mas não foi a opção da família”, pontuou o promotor.
Foto ilustrativa

O delegado Marcelo Leal informou ainda que o procedimento foi instaurado, inclusive, o delegado responsável pelo caso representou por medidas cautelares e não descarta a possibilidade de realização de exame de DNA para comprovar a paternidade. Segundo o MP criança será ouvida uma única vez em audiência na Justiça, com a presença de uma equipe multidisciplinar.

O suspeito do crime poderá responder por estupro de vulnerável.

Por BRUNNO SUÊNIO/ Portal GP1

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.