Breaking News
recent

Wellington Dias diz que é possível reduzir imposto dos combustíveis via reforma tributária

Em resposta ao desafio feito pelo presidente Jair Bolsonaro, Wellington Dias afirmou nesta quinta-feira (06/02) que os governadores estão sim dispostos a reduzir o preço dos combustíveis, mas pelo caminho da reforma tributária. Em entrevista, o petista citou texto aprovado pelo Comitê dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz) e pelo Fórum Nacional dos Governadores, sob a relatoria do deputado Baleia Rossi (PSDB-SP), que está pronto para ser votado na Câmara dos Deputados.

Os dados oficiais apontam que 70% de todos os tributos, de todos os impostos arrecadados no Brasil, ficam com a União, com o governo federal. Então os governadores, os 27, de diferentes partidos, de diferentes regiões, nós fizemos uma coisa inédita, que é muito maior isso que o presidente está apresentando, é uma proposta de Reforma Tributária. Está com o relatório do deputado Baleia Rossi, na Câmara Federal, pronto para votação. Então, a reposta é sim. Nós queremos tratar de redução, de simplificação da área tributária, do fim da guerra fiscal. Queremos com isso, garantir que o país tenha uma outra modelagem, com fundo de compensação, com fundo de desenvolvimento e isso está pronto para votação — disse.

Ontem, Bolsonaro garantiu que zera os impostos federais sobre combustíveis se os governadores também zerarem a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Acontece que o imposto representa boa parte do bolo da arrecadação tributária dos governo locais

Dias reforça que o caminho é solução para redução não apenas do valor dos combustíveis, mas para o fim da guerra fiscal e da bi e tri-tributação, que eleva preços nos diversos setores.

É isso que o presidente quer? Está fácil. Basta dizer aos seus líderes, ao presidente da Câmara e do Senado, a sua posição, e a gente já vota o relatório do Comsefaz, do deputado Baleia Rossi, e imediatamente a gente já tem a aprovação para o país todo — reforçou o governador.

Fonte: 180 graus


PUBLICIDADE






Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.