Breaking News
recent

Açude Caldeirão em Piripiri passará por reformas preventivas

Os Açudes Caldeirão e Anajás em Piripiri passarão por reformas nos próximos meses. A ordem para iniciar os serviços deve ser assinada na próxima semana, segundo o diretor do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Djalma Policarpo.
Foto: tertuliano filho
O diretor ressaltou que neste momento o açude Caldeirão não é motivo de alarme para rompimentos, e que a reforma preventiva, de recuperação e modernização para dar mais "segurança e tranquilidade aos moradores".

A obra no Caldeirão deve durar cerca de 10 meses, sendo iniciada no período chuvoso. Policarpo afirmou que as chuvas não devem atrapalhar a reforma porque a empresa vencedora da licitação possui mergulhadores e equipe especializada nesse tipo de serviço com chuva. "Apesar de ser uma obra de muito tempo, ela é uma obra bem construída, uma obra bem feita. A preocupação é que ela é uma obra de 40, 50 anos, e tem seu desgaste natural (com fissuras e cavidades)". 

"Não queremos fazer paliativos, queremos fazer uma obra definitiva. E essa obra vai começar em tanto em Caldeirão como em Anajás", comentou Policarpo, afirmando que Caldeirão está desde o ano passado inserido no Programa de Segurança de Barragens do Ministério de Desenvolvimento Regional.

Djalma Policarpo ressalta que além desses dois açudes, que estão com capacidade de água acima de 80% do total de água armazenada, o Dnocs também monitora o Salinas já tem mais de 90%; Pé de Serra em Piripiri, que tem mais de 90%; Nonato em Dom Inocêncio e o Jenipapo  em São João do Piauí também tem uma quantidade elevada de água. Os açudes de Bocaína e Piaus chegaram a passar por reformas em 2019.

Fonte: Carlienne Carpaso/cidadeverde.com


PUBLICIDADE



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.