Breaking News
recent

Vereador é acusado de agredir médica no Hospital de Barras

A médica Alexandra Lima Costa registrou Boletim de Ocorrência contra o vereador José Carcará (PRP) por agressão no Hospital Regional Leônidas Melo, no município de Barras, região Norte do Piauí. A agressão verbal e o constrangimento teriam ocorrido na noite do dia 17 de setembro, durante o plantão da médica Alexandra Lima Costa, no Hospital Regional Leônidas Melo, no município de Barras.

 De acordo com o boletim de ocorrência, o vereador José Carcará, juntamente com um grupo de pessoas, teria invadido a unidade de saúde e entrado na sala de repouso, onde a médica estava, e em tom alto e de forma autoritária feito afirmações sobre o seu atendimento e solicitado que a médica atendesse aos pacientes.
O CRM-PI afirmou nesta quarta-feira (25), que adotará medidas cabíveis para coibir o desrespeito aos direitos dos profissionais da medicina, quanto ao livre exercício médico.
Miriam Dias Parente, presidente do CRM-PI (Foto: Lucas Sousa Portal AZ)

 “Estamos enviando formalmente ao secretário de segurança ofício para tomada de providências urgentes no sentido de prevenir e combater diferentes situações às quais os médicos e outros profissionais de saúde estão sendo submetidos nos hospitais, prontos-socorros e unidades básicas de saúde, especialmente na rede pública. Dentre as medidas, pediremos o reforço no policiamento nos estabelecimentos de saúde e em áreas vizinhas”, afirmou Miriam Dias Parente, presidente do Conselho Regional de Medicina do Piauí, ao Portal AZ.

Em nota, o CRM-PI disse que acolheu a representação formulada e repudiou o "comportamento antiético, amoral e abusivo de pessoas que violam gravemente a Constituição Federal".
“É necessário que o poder público tome medidas com o objetivo de assegurar as condições adequadas para o devido atendimento prestado pelos profissionais da área da saúde. É inconcebível convivermos com a violência sob qualquer forma, especialmente nos ambientes de trabalho, trazendo insegurança aos que estão na missão de cuidar da saúde física e mental dos que buscam atendimento nesses estabelecimentos”, declarou a presidente do CRM-PI.

O Portal AZ não conseguiu localizar o vereador José Carcará para comentar o caso. Mas, em entrevista ao site Longah.com, ele disse que durante o plantão a médica Alexandra Lima Costa alegou que não iria atender os pacientes porque estaria com cinco meses de salário atrasado.

 “Se ela não quisesse atender as pessoas, que não fosse para o hospital ou então que ela se demitisse. Não é admissível que ela esteja lá, assine o seu plantão e se recuse a atender os pacientes. E se alguém morrer no hospital de quem será a responsabilidade, de quem não a pagou ou dela, que é a profissional responsável pelo plantão?”, disse o gestor.
A direção do Hospital Leônidas Melo também divulgou nota afirmando que tomará providências em relação ao caso e repudiou a atitude do vereador que segundo consta a nota teria incitado os populares contra os profissionais de saúde, causando tumulto e pânico entre servidores e pacientes.
A diretora da unidade de saúde Layane Sousa manifestou ainda solidariedade aos servidores e também a médica Alexandra Lima Costa. O Hospital informa que está em pleno funcionamento e seus servidores buscam atuar com respeito às normas e regulamentos do bom atendimento ao público.
O Portal AZ reitera que não conseguiu localizar o vereador José Carcará. A reportagem ligou também para Câmara Municipal de Barras, mas as ligações não foram atendidas. O espaço segue aberto para esclarecimentos.

Nota do Hospital Leônidas Melo

A direção do Hospital Leônidas Melo, de Barras, repudia veementemente a atitude de um cidadão que, na noite deste dia 17 de setembro, invadiu esta unidade de saúde e incitou populares contra profissionais do hospital, causando tumulto e pânico entre servidores e pacientes. O Hospital está em pleno funcionamento e seus servidores buscam atuar com respeito às normas e regulamentos do bom atendimento ao público.A Direção do Hospital manifesta sua solidariedade aos servidores e também a Profissional Médica que foi constrangida no exercício de sua atividade laboral e de seus direitos regulares de colaboradora desta Unidade de Saúde. Providências jurídicas serão tomadas e a Direção do Hospital reafirma o compromisso com o bom atendimento do povo de Barras e de toda a região.

Layane Sousa
Diretora do Hospital Leônidas Melo.

Confira a nota do CRM-PI
Fonte: Portal AZ

2 comentários:

  1. O hospital de barras é uma vergonha os médicos

    ResponderExcluir
  2. Só porque o vereador Carcará foi lá no hospital de barras perqunta a médica porque ela não tava atendendo os pacientes isso é crime se você não quer atender as pessoas então pedi a sua demissão porque você tá aí é pra atender os pacientes e não pra ficar repousando enquanto as pessoas tão aí passando mal mais com toda a certeza você quer receber o seu salário né pois então trabalhe pra poder receber todas as mulheres gestantes q vão ganhar nenê no hospital de barras mandar para Teresina é muita faltar de vergonha se liga detetor do hospital de barras

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.