Breaking News
recent

'Lagoa Azul' se forma após escavação e chama atenção em Barras

'Lagoa Azul' é o novo point de Barras
'Lagoa Azul' é o novo point de BarrasFoto: Autoria desconhecida/Redes sociais
Uma lagoa de cor azul chamou a atenção de moradores do município de Barras, a 119 km ao Norte de Teresina. Barras, que já é conhecida pelos deliciosos banhos nos rios Marataoan e Longá, agora está sendo bastante comentada na internet após a descoberta da lagoa, nova atração turística da cidade. Nos últimos dias, o aquífero que foi batizado de  'Lagoa Azul' pelos moradores, se tornou campeão de postagens nas redes sociais da cidade. Pelas imagens é possível ver a paisagem exuberante e encantadora. 
A Lagoa Azul fica em uma área particular, mas pode ser visitada gratuitamente por todos. O paraíso está localizado no limite da zona urbana com zona rural de Barras. O acesso se dá pela PI-212, que liga Barras à Nossa Senhora dos Remédios. No quilômetro 3, logo após a Fazenda Buritizinho, tem a Pedra Grande, é onde inicia a estrada vicinal que vai para as localidades São Bento e Iniga. Ao entrar à direita na estrada, basta andar um quilômetro que chega até a lagoa. A Lagoa Azul fica nas margens da estrada vicinal, a 3 quilômetros do bairro Santinho e totalizando quatro quilômetros do centro de Barras.
Destaque em vermelho mostra o local onde fica a lagoa
De acordo com o secretário Municipal do Meio Ambiente, professor Assis Carvalho, a lagoa se formou após a escavação do solo para a extração de argila, material utilizado na construção civil. Com as chuvas, o local acumulou água e a coloração azul chamou a atenção.
"Na realidade essa lagoa é artificial, fruto de uma escavação de retirada de material para a construção. Ela foi preenchida com a água durante o período chuvoso, está com três anos que ela enche e agora foi descoberta por sua beleza, pela tonalidade da água que é azul Turquesa. Essa coloração é em função a rocha de calcário que apareceu com a escavação e deixa a água cristalina", explica Assis Carvalho.
Nos últimos dias, dezenas de moradores foram conhecer o paraíso de perto e claro, tomar banho nas águas azuis. A moradora Amanda Paz aprovou o banho e disse que ficou encantada com tamanha beleza. A água não oferece perigos aos banhistas, pois além de ser transparente, a parte mais profunda da lagoa atinge 2,5 metros, profundidade ideal para tomar banho ou nadar.  "É muito lindo! É um encanto da natureza, é ótimo para banhar e muito bom para crianças. É perfeito, amei!", disse Amanda.
Ainda segundo o secretário, a lagoa está localizada no bioma Cerrado, o solo é sedimentar e tem uma rocha de arenito e de calcário. "Está sempre elevado, principalmente neste período de chuva, por causa da altitude do lugar que é muito baixa e o lençol freático é muito forte. O arenito favorece a infiltração das águas da chuva, criando um aquífero e esse manancial é muito forte, fazendo com que o nível da lagoa fique sempre elevado. Acredito que entre setembro e outubro, a lagoa pode secar parcialmente. No minimo seis meses durante o ano a lagoa pode proporcionar entretenimento aos turistas", ressalta.
A propriedade onde fica a lagoa é de um senhor conhecido como De Assis Chumbinho, pai de Dora Borges, ex-candidata a vereadora de Barras nas últimas eleições municipais. Assis Carvalho já orientou à família a estruturar o local para melhor receber os truístas. "Isso foi uma mudança tão brusca na vida dessa família que eles estão até espantados com o fluxo de turistas. Estive até orientando a esposa dele [Chumbinho] que ela poderia se estruturar com a venda de água, refrigerantes, pratos típicos como peixe, feijão verde com azeite de coco, enfim, algum tipo de alimentação aos banhistas", disse Assis Carvalho.
Agora vale lembrar aos visitantes que é necessário zelar pela preservação do local, evitando jogar qualquer tipo de lixo nas proximidades da lagoa e principalmente dentro da água. Pensando na preservação do aquífero, a Secretaria do Meio Ambiente de Barras já tem um projeto que consiste na plantação de espécies nativas do Cerrado para fixar mais ainda as bordas da lagoa.  "O proprietário também tem que fazer sua parte, conservando a ambientação sem impactar, sem desmatar e evitar queimadas. Quanto a execução do projeto, só será possível no período chuvoso porque no momento não tem como irrigar, além de haver esse fluxo turístico que ocasiona o pisoteio. Quando iniciar as chuvas nós vamos reflorestar", garante o secretário. 

Fonte: Alinny Maria

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.