Breaking News
recent

Juíza decreta prisão preventiva de PM que atirou no cantor Saulo Dugado

A juíza de Direito Valdenia Moura da 9ª Vara Criminal da Comarca de Teresina revogou a prisão provisória e determinou a prisão preventiva do cabo Wanderley Rodrigues da Silva. A decisão foi assinada no dia 21 de maio e divulgada nesta terça-feira (22).
  • Foto: Marcelo Cardoso
    Cabo Wanderley Silva, do 5º Batalhao
    Cabo Wanderley Silva
W. Silva se envolveu em uma briga em uma padaria na zona leste da capital, oportunidade em que efetuou disparos contra o cantor Saulo Dugado. A magistrada considerou que, assim, o policial militar descumpriu as condições para se manter em liberdade.
O Ministério Público do Piauí, através do promotor de Justiça Assuero Stevenson, requereu a prisão preventiva do policial militar. No processo penal, Wanderley Rodrigues é acusado de peculato. Ele foi posto em liberdade no dia 17 de abril de 2018.
“Agindo como agiu, o denunciado descumpriu as condições que lhe foram impostas quando da concessão de sua liberdade, mormente as seguintes: “c) não andar armado, salvo se de serviço estiver; e) não se envolver em qualquer outro delito”, argumentou o promotor de Justiça.
Fonte: Vi Agora

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.