Breaking News
recent

Greve de caminhoneiros chega ao 7º dia consecutivo

Pelo sétimo dia seguido, caminhoneiros fazem manifestações pelo país. Os atos deste domingo (27) dão continuidade à mobilização contra a disparada do preço do diesel, que faz parte da política de preços da Petrobras em vigor desde julho de 2017.
O gabinete do governo que monitora a crise reuniu-se em Brasília, sem a presença do presidente Michel Temer, por volta das 9h. O encontro durou cerca de duas horas. Em seguida, Temer convocou alguns ministros, dentre eles Eliseu Padilha (Casa Civil), Raul Jungmann (Segurança Pública) e Segurança Institucional (Sérgio Etchegoyen), para uma nova rodada de conversas.
Está prevista uma segunda reunião, às 17h, também na capital federal.
Em ao menos 11 estados (Alagoas, Amazonas, Bahia, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo) e no Distrito Federal postos foram reabastecidos. Em diversas cidades, motoristas têm de esperar em filas de veículos para colocar combustível.
Além disso, as forças de segurança fizeram neste final de semana escolta de caminhões-tanque para garantir abastecimento de combustível em ao menos 11 estados, além do Distrito Federal.
Mesmo com bloqueios e protestos, operações estão sendo feitas no país para garantir o funcionamento de serviços essenciais, como aeroportos, usinas e serviços de emergência.
Em Fortaleza, por exemplo, foi montada uma operação para reabastecer hospitais e postos. Em Rondônia, uma operação semelhante foi montada para garantir o reabastecimento em usinas e o transporte de materiais hospitalares.
As operações estão sendo realizadas em diversos estados para garantir o funcionamento de serviços essenciais, já que o problema ainda é registrado.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.