Breaking News
recent

“Que País é esse?” questiona Dilma após veto de visita médica a Lula

Agência BrasilEm postagens no Twitter, ex-presidente criticou atuação de juíza: "Onde irá chegar todo esse arbítrio?"
A  juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, indeferiu pedido da defesa de Lula para que o ex-presidente recebesse a visita de seus médicos particulares. A decisão, criticada pela alta cúpula do PT por meio de nota, também foi lamentada pela ex-presidente Dilma Rousseff, que usou as redes sociais nesta quinta-feira (26) para criticar a atuação da magistrada.
“Que País é esse ? Um ex-presidente da República, inocente, preso, com 72 anos é diagnosticado por uma juíza, que não se formou em medicina, que desconhece que pessoas com 70 anos tem doenças crônicas que exigem controle médico sistemático. Sem isso, não há nem emergência”, afirmou Dilma em postagem no Twitter.
“Onde irá chegar todo esse arbítrio??? Ao presidente Lula não permitem cuidados médicos. Depois dizem que não vivemos sob um regime de exceção desde o golpe de 2016. Por 3 anos estive presa na ditadura militar e presos políticos cumprindo sentença tinham assistência médica”, finalizou a ex-presidente.


Decisão e resposta do PT
Na decisão, a juíza afirmou que não há “indicação de urgência” para a solicitação. Ela informou ainda que já houve solicitação de informações à Superintendência da Polícia Federal, onde o petista está preso, a fim de subsidiar a análise judicial sobre o pedido da defesa. Por fim, ela reforçou que eventuais novas solicitações devem ser direcionadas à Polícia Federal e somente serão analisadas pela Justiça após comprovação de indeferimento mediante uma representação processual.
Em resposta ao despacho, o partido afirmou que Lula, com 72 anos, fazia exercícios e exames médicos periodicamente após tratamento contra um câncer na garganta e teria direito a assistência médica: “A decisão da juíza é mais uma arbitrariedade da Lava Jato contra o maior líder popular do País. É mais uma injustiça contra Lula. É uma atitude mesquinha e cruel. É um crime contra a humanidade, que terá repercussão internacional”.

UOL

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.