Breaking News
recent

Polícia dispara e mata homem que ameaçava moradores em Campo Maior

Atendendo a uma ocorrência na noite desta terça-feira (27/03) Policiais Militares do 15° BPM de Campo Maior acabaram por balear um homem que ameaçava moradores e uma empresária com um facão no bairro Santa Rita. Durante a abordagem, o homem, visivelmente transtornado, tentou atacar o policial, momento em que recebeu dois tiros.
Segundo informações, na noite de ontem, um homem identificado como Osvaldo Alves da Fonseca iniciou uma confusão em uma rua do bairro Santa Rita. Visivelmente transtornado, moradores e testemunhas entraram em contato com a PM através da Central de Operações Policiais Militares – COPOM para que esta pudesse conter as ações imprevisíveis do homem.
Momento da ação policial
Ao chegar no local, a polícia tentou iniciar uma conversa com o homem que, enfurecido, disse que mataria todos ali. Após alguns minutos de negociações sem avanços, um policial, que tentava se aproximar de Osvaldo, tropeçou e caiu no chão, momento em que Osvaldo avançou no oficial com o objetivo de o atacar com o facão, sem saída, e fazendo o uso do direito de autopreservação, o policial desferiu dois tiros contra o acusado. O homem foi encaminhado ao hospital de Urgência de Teresina – HUT mas foi a óbito durante a madrugada.
Capsula vazia 
O QUE DIZ A POLÍCIA MILITAR:
Por telefone, o comandante da Polícia Militar de Campo Maior, Major Etevaldo Silva, relatou o ocorrido e informou que todos os procedimentos de primeiros socorros foram prestados ao homem logo após a ação: “Infelizmente esse tipo de fato acontece. A polícia Militar foi chamada em auxílio daqueles moradores que estavam com medo, mas por consequência da situação até os oficiais se sentiram ameaçados. Logo após o momento do disparo, a própria polícia fez o chamado do SAMU, que prontamente veio ao socorro do acusado. A arma utilizada na ação já foi recolhida e os oficiais que atenderam ao chamado estão sendo ouvidos neste momento para que seja aberto um inquérito policial no objetivo de apurar as circunstâncias dos fatos, e logo após será encaminhado à corregedoria da polícia militar,” disse.

Fonte: Campo Maior  Em Foco 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.