Breaking News
recent

Escolha a árvore que representa o Piauí.

Podem ser as árvores do Bacuri, Jatobá, Carnaúba ou Ipê Amarelo










A Universidade Estadual do Piauí, em parceria com a secretaria de Meio Ambiente (Semar) disponibiliza uma consulta pública para escolha da árvore símbolo do Piauí. Uma das quatro árvores selecionadas por uma comissão, formada por professores do curso de Biologia da instituição e representantes da Semar, poderá ser escolhida no período de 11 a 17 de setembro.
A presidente da comissão, Roselis Machado, destaca que a escolha da árvore para representar o Piauí através de um decreto, visa dar mais significância e preservação histórica à vegetação da região. Pela comissão, foram escolhidos as árvores do Bacuri, Jatobá, Carnaúba e Ipê Amarelo. “Realizamos um estudo bibliográfico para chegar até essas quatros espécies. Definimos pelas características, maior ocorrência e mais significância”, explicou.
Segundo Roselis, todos os estados e municípios devem preservar por lei o que é nativo e histórico para a região. “Decretar uma árvore como símbolo é garantir que a árvore tenha mais representatividade para o estado”, declarou. Os interessados em contribuir com a escolha devem acessar o formulário para votar. A árvore mais votada será decretada como árvore símbolo do estado pelo Governador Wellington Dias, no dia nacional da árvore, comemorado em 21 de setembro.
Conheça sobre as árvores:
Bacuri (Platonia insignis) – Árvore de porte alto com tronco reto casca espessa e às vezes, enegrecida dos indivíduos adultos. Muito utilizada na alimentação.
Jatobá (Hymenaea courbaril) – Árvore alta com casca um pouco áspera, cinza-clara, com pequenos sulcos. Muito utilizada na medicina popular, fornece farinha comestível e nutritiva e produtos madeireiros.
Carnaúba (Copernicia prunifera) – Planta perene, heliófila com um tronco simples, ereto, com numerosas folhas no seu topo. Usada na arborização e paisagismo, em construções e fornece cera.
Ipê Amarelo (Handroanthus chrysotrichus) – Árvore decídua, heliófita, secundária tardia. Muito utilizada na construção civil, cabos de ferramentas, carpintaria, marcenaria, dormentes, forros, vigas, postes mourões, móveis e tabuados.
Para votar, clique aqui.
Fonte: Uespi

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.