Breaking News
recent

Vaqueiros e Roceiros são homenageados no monumento Heróis do Jenipapo – ACALE.

Da redação
RapaduraNews

Estátuas do Vaqueiro e do Roceiro

As margens da BR 343 saindo de Campo Maior rumo ao litoral piauiense no km 262 foi erguido um monumento em homenagem aos Heróis Vaqueiros e Roceiros que lutaram na Batalha do Jenipapo no ano de 1923, esse local representa um dos maiores símbolos de memória para os campomaiorenses e se constitui como um espaço de devoção, haja vista que as pessoas atribuem milagres aos mortos na batalha.

Ocorrida às margens do Rio Jenipapo, o confronto entre Piauienses e Portugueses foi fundamental para o processo de independência e consolidação do território brasileiro.
A Batalha do Jenipapo é conhecida como uma das mais sangrentas guerras realizadas no solo brasileiro, isso se deve ao fato de que os brasileiros não foram para a luta com armas de guerra, e sim com facões, machados, porretes e armas artesanais. 

Desde 1923 acontecimentos importantes tem sido realizado as margens daquele riacho, no ano de 1923, por ocasião do centenário da Batalha do Jenipapo, o prefeito de Campo Maior, Luís Rodrigues de Miranda mandou construir um ‘rústico obelisco e delinear com pedras as sepulturas dos combatentes’ que lutaram na Batalha do Jenipapo.

Monumento Heróis do Jenipapo
Alguns anos se passaram e em 1973 o governador do Piauí Alberto Tavares Silva, iniciou a construção de um monumento em homenagem a Guerra do Jenipapo, inaugurado em 1974, desde então o 13 de março é sempre lembrado como muitas festividades pelos Campomaiorenses e piauienses que se reúnem naquele local para homenagear os combatentes que lutaram na Batalha.

Aos vinte e nove dias do mês de Abril de 2017 um acontecimento importante entra para a história do Monumento do Jenipapo, aqueles que derramaram sangue e muitos perderão suas próprias vidas, eram esquecidos pelos visitantes que ali frequentam, uma vez que fora colocado naquele espaço duas Estátuas que representam o Vaqueiro e o Roceiro, a idealização é do escritor Adrião Neto e do presidente da Academia Campomaiorense de Artes e Letras João Alves Filho com o apoio do empresário Valdeci Cavalcante presidente do FECOMCÉRCIO/SEC/SENAC.
Valdeci Cavalcante

Segundo Valdeci Cavalcante a realização do projeto é de grande importância para o incentivo da cultura de Campo Maior, o mesmo ainda solicitou ao prefeito de Campo Maior Professor Ribinha o espaço para o SESC fazer uma revitalização com áreas de lazer e em parceria com o SENAC oferecer curso de Guia de Turismo e idiomas.
João Alves Filho


Para João Alves Filho o evento foi mais um registro histórico para Campo Maior e para o Piauí e ficará registrado nos anais da ACALE. “São as duas mais significativas homenagens depois da construção do monumento à aqueles que derramaram seu sangue no confronto de 13 de março de 1923”. Finalizou o presidente da Academia Campomaiorense de Artes e Letras.
Escritor Adriâo Neto

Mais fotos...













Por Toni Filho

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.