Breaking News
recent

No Piauí, ex-ministro de Lula diz que reforma da previdência é pacote de maldades

O ex-ministro da previdência dos governos Lula e Dilma, Carlos Gabas, definiu a Reforma da Previdência como um “pacote de maldades” do governo Michel Temer e um desmonte do sistema de proteção social. Em Teresina para ministrar palestra sobre o assunto nesta quarta-feira (12) às 18h30 no Sebrae, ele visitou o Centro Integrado de Reabilitação (CEIR) no começo da tarde, acompanhado do governador Wellington Dias e da vice-governadora da Paraíba, Lígia Feliciano (PDT), que também está no Piauí.
“É maldade com o deficiente pobre, é maldade com o idoso pobre, a viúva pobre, o trabalhador rural principalmente. É um conjunto de maldades mesmo. É crueldade. Em vários locais do país a expectativa de vida não chega aos 65 anos. Em um país desigual como o Brasil - que tem desigualdade social, regional e econômica - você não pode usar uma média como regra para o país inteiro. Tem muitos locais que sequer chegam aos 65”, disse o ex-ministro.
Para Gabas, o governo tem que levar em conta o fator desigualdade. Outro exemplo citado por ele é em relação às mulheres. “O Brasil não trata igual homens e mulheres. Elas sofrem um preconceito danado. O nosso país é de uma cultura patriarcal e machista. Quando as condições reais foram iguais, você pode igualar regra, hoje não pode”, declarou.
A visita do ex-ministro ao Piauí faz parte de uma série de viagens que ele tem feito pelo país. “A intenção é percorrer todas as capitais e grandes cidades para levar esse debate sobre o que, de fato, está escondido atrás  dessa pretensa reforma da previdência. O objetivo é mostrar que é um desmonte do sistema de proteção social. Eu vim a convite da Frente Brasil Popular e do governador Wellington Dias para que a gente pudesse fazer esse debate aqui em Teresina”, afirma.
Carlos Gaba ressaltou que vai mostrar números de verdade  e como está a previdência social do Brasil. “Nós sempre dissemos desde o primeiro mandato do presidente Lula que nós temos um desafio na previdência social. Existem obstáculos ai a serem superados. Eu não diria nem que são obstáculos, são desafios naturais da evolução da sociedade. Temos a longevidade, a redução do número de filhos por mulher e isso impõe desafios para a previdência. Eu sempre defendi que nós deveríamos debater o sistema de previdência social”, destaca.
Do Cidade Verde

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.